O portal 11:11 e o cinturão de Fótons

Vivemos momentos de aceleração das mudanças vibratórias no planeta e em cada um de nós, o que leva cada vez mais pessoas a terem contato com assuntos até então desconhecidos para elas. A abertura do Portal 11:11 e a passagem da Terra pelo cinturão de fótons são dois exemplos. Nos artigos a seguir, você encontra esclarecimentos sobre esses fenômenos e indicações de leitura que o ajudarão a aprofundar-se.

O Portal 11:11 foi aberto em 11 de janeiro de 1992 e se fechará em 31 de dezembro de 2012. Esse portal é geralmente concebido como uma lacuna ou ruptura entre dois mundos. Pode ser visto também como um abismo ou separação que tem o potencial de unir duas esferas diferentes de energia.

O Universo possui vórtices ou portais dimensionais que funcionam como pontes para outras espirais de consciência, e este é o momento em que o planeta Terra vive sua graduação ou nascimento em uma nova oitava vibratória, digamos assim. Estamos em meio a grandes mudanças e isso, conseqüentemente, está gerando tumulto, confusão e medo. No entanto, as novas e poderosas energias que no momento chegam até nós (com a abertura do Portal 11:11) nos movem até uma nova espiral consciencial, em que as energias da dualidade (antagonismo) e separatividade são removidas de nossas esferas. O Projeto 11:11 é uma ativação planetária ou ponte para uma nova espiral de padrão energético completamente diferente da vivida até então.

Pelo que se sabe, esse chamado foi feito de Planos Superiores, mas em nosso plano foi Solara Antara Amaa-Ra, uma moradora das montanhas da Virgínia, nos EUA, quem recebeu e divulgou o movimento no mundo inteiro. Ela é autora de quatro livros que contêm informações sobre as transformações vindouras em nossas vidas e planeta. Esse ciclo de ativações planetárias começou em 31/12/86, com a meditação pela Paz Mundial (John Randolph Price); depois, em 16 e 17/8/87, com a Convergência Harmônica, ativada por José Arguelles; em fevereiro de 1988, seguiu com o movimento Earth Link, em Uluru, Austrália, introduzido por Vincent Selleck; em 20/4/90, com o Dia do Planeta Terra, e em 11/1/92, a abertura do Portal 11:11, com ativação centralizada na Grande Pirâmide de Gizé, no Egito, e na Ilha do Sul, na Nova Zelândia.

O símbolo 11:11 é uma alavanca pré-codificada na nossa memória celular, colocada há muito tempo nas fibras do DNA dos nossos seres, antes mesmo de virmos inicialmente à matéria. O Projeto 11:11 tem estado adormecido em nós desde tempos muito remotos e, mesmo que muitos reconheçam esse símbolo como algo muito significativo, não tiveram consciência de seu verdadeiro significado. No entanto, com o advento dos relógios digitais, a presença do 11:11 começou a atuar. Aqueles que sabem que o 11:11 é uma coisa especial têm o olhar atraído para os relógios nos momentos de aceleração consciencial. Esses devem, segundo Solara, atuar como líderes na conscientização do processo. O termo Star Born (Nascidos nas Estrelas) refere-se a todos aqueles que vieram de algum lugar de fora deste planeta e estão começando a se lembrar de que aqui estão para ajudar na transmutação planetária.

Na abertura do Portal 11:11, em 11/1/92, foi necessário um mínimo de 144.000 Nascidos nas Estrelas (que se uniram fisicamente em todo o mundo) para garantir o sucesso do evento. Nesse momento, ocorre na Terra um despertar em massa desses seres no sentido de se buscar uma real mudança planetária. Os Nascidos nas Estrelas somos todos nós que, antes de virmos para cá, passamos certamente por outros corpos planetários, sendo que os mais maduros percebem o momento e lutam por um mundo novo, melhor, sem as absurdas inversões de valores que geram as disparidades e crueldades com os reinos da natureza (poluição dos mares, rios, camadas atmosféricas, desmatamento das florestas, maus tratos e matança dos animais) e os próprios humanos.

Dentro de nós estão os padrões de ilusão da dualidade e separação. Nós somos criados no conceito de que somos unidades separadas da Fonte; seres fracassados procurando por Deus fora, nos sentindo solitários, abandonados. No entanto, este é o momento de começarmos a dar atenção ao nosso Deus Interno, buscar a conexão com nosso Eu Superior ou Alma Individual, que tem a percepção direta e instantânea da verdade, do que é autêntico, factual e realmente importante para o nosso progresso. Descartar de imediato o falso – a atração pelas ilusões externas, momentâneas e superficiais, o que fascina em vez de elucidar, o que embota em vez de acordar, o que hipnotiza em vez de conscientizar.

Descarte velhos hábitos e condicionamentos que estão enraizados na ilusão. Abra seu armário e se livre de todas as coisas supérfluas a fim de deixar espaço para o novo. Complete os negócios não terminados, relacionamentos mal resolvidos, livre-se do que lhe prende ao passado. Liberte-se da culpa e do medo e dê espaço ao relaxamento e à diversão. Certa vez, um Mestre de nossa Fraternidade Branca disse a um grande teósofo: “Pode estar certo; ninguém chega ao Adeptado sem senso de humor…”

O movimento através do 11:11 muda o alinhamento posicional do nosso atual sistema do Grande Sol Central para aquilo que é chamado de Sistema do Grande Sol Central Maior. Fomos alinhados com o nosso Grande Sol Central através de um processo de polarização (dualidade). Precisamos nos erguer agora e sair da espiral antiga. A influência de nosso Sol Central, Alcyone, um dos sóis da constelação das Plêiades sobre nós, é tema do Cinturão de Fótons. Em termos bem simples, o Cinturão de Fótons representa uma energia que está chegando à Terra e servirá de freqüência harmonizadora, com a qual a Terra passará a ressoar. Trata-se da procissão do nosso sistema solar ao redor de Alcyone. Essa procissão cíclica em sentido anti-horário requer 25.860 anos para completar-se. Como ensina a civilização Maya, este é o período de um ciclo galáctico. Como existe o ciclo das estações, o grande ciclo galáctico também tem suas estações e cada uma tem suas características ditadas pela freqüência . Nós estamos entrando numa freqüência diferente, com uma mudança nos padrões de clima. Nós já estamos expostos à energia do Cinturão de Fótons e ela simplesmente aumentará de intensidade. (Por Milton Botelho, do Jornal Universus).

O 11:11 é um código de chamada para todos os encarnados neste momento cósmico que tenham assumido compromissos com qualquer um dos Programas Cósmicos-Espirituais que objetivam auxiliar e tornar possível a Transição Planetária da Terra. Esta, por sua vez, é um subprograma dentro de um programa maior que inclui a entrada do Sistema Solar no Cinturão de Fotons (cone luminoso cujo centro é um grande foco de luz conhecido por Sol Central, Alci-One (ou Alpha e Omega) ou ainda Yabiku para os maias. Esse Sol é o centro das Plêiades.

O fenômeno/movimento também é conhecido como Portal 11:11. Aberto (inicializado) em janeiro de 1992, ele permanecerá ativo até dezembro de 2012, quando se supõe que outro grande portal (ou a continuidade do projeto) será ativado – 12:12. Essa ascensão coletiva prevê a passagem por portais de Luz poderosos e o adentramento em áreas mais luminosas do Cosmos, onde precisaremos de uma consciência ampliada e um corpo de luz. Estes programas também são conhecidos como ondas ascensionais planetárias.

Dentro do 11:11, temos vários projetos, caminhos e programas espirituais em andamento, como por exemplo: Calendario da Paz, projeto dos confederados também conhecido como Calendario Maia ou Movimento para a mudança do calendário; trabalhos espirituais com a Fraternidade Branca, os Mestres Ascensionados dos Sete Raios e o Mundo Angélico; nomes e geometrias sagradas ou Kabalah; Livro Chaves de Enoch do fisico e Phd J.J.Hurtak; Altos Comandos de Luz, orientações e trabalhos espirituais com comandos da Luz chamados também de frotas celestes com Ashtar Sheran, Arcanjo Micael, Metatron; Xamanismo, trabalho de cura planetária com os índios norte-americanos e remanscentes dos maias, incas, astecas; Ufologia Espiritual, orientada por seres extraterrestres (de Orion, Pleiades, Sirius, Andromeda etc); Meditação Transcendental, técnica que visa reestruturar o ego e ativar a Consciêcia Cósmica, entre outros.

Na área da Medicina, Psicologia e Psiquiatria, temos grupos trabalhando com terapias novas e revolucionárias chamadas de Holísticas – PsicologiaTranspessoal, Psicanálise utilizando os Chackras, o Quarto Caminho, Linha do Tempo, Pathwork, Avatar, Reiki, Cura Prânica, Florais e outros. Na área da Educação, surgem movimentos como Aulas de Transformação (SaiBaba), Educação para a Nova Era, Escola do Futuro, Educação para a Luz, Educação para a Paz (Pierre Weil), etc.

Podemos dizer que neste momento, no mundo todo, pessoas estão preparando e/ou sendo preparadas para a Grande Transição Planetária, também chamada de Salto Quântico (ver o vídeo O Buraco Branco no Tempo, de Peter Russel). Em qual destes movimentos você se enquadra? Se não for em nenhum ou um pouco de cada, um não se aflija. Muitos têm missões pessoais e solitárias. Pela intuição, pelo coração e pela irradiação do Eu Superior, estaremos no lugar certo e na hora certa   (será às 11:11h?) A Luz nos Conduz. (Por Georgina Martins, da Equipe Vialuz)