Técnicas Projetivas para Viagem Astral

PREPARAÇÃO PARA A PROJEÇÃO ASTRAL CONSCIENTE:

Existe apenas duas possibilidades de se realizar uma projeção astral consciente; VOLUNTÁRIA ou INVOLUNTARIAMENTE.

Voluntariamente através de Técnicas que podem ser projetivas ou imaginativas.
Involuntariamente sobre a ação da saturação mental, indução ou aleatoriamente acontece sem um motivo aparente.

Existem passos que devem ser seguidos, porque a projeção astral não é tão fácil quanto parece, já que é feita no estado alpha, geralmente neste estado cerebral estamos adormecidos ou em transe.

Estar tranqüilo consigo mesmo. Isso é fundamental para sair no astral consciente.

Lugar em que tem certeza que não será incomodado (telefone, transito de pessoas, luzes repentinas, barulhos desordenados, etc).

Não ter medo nem ansiedade do que deseja. Afinal fará isso de livre e espontânea vontade. Tem todo o tempo do mundo, sem pressa, vá conquistando o terreno aos poucos.

Roupas soltas, cama macia, travesseiro confortável. Deite com calma.

Aplicar as Técnicas. Após deitar, estique o corpo, alongue o corpo, estique bem a musculatura e depois disso faça uma TÉCNICA DE RELAXAMENTO. Essa técnica deverá ser acompanhada de uma boa RESPIRAÇÃO, sempre usando a sua CONCENTRAÇÃO, seu objetivo, após relaxar o corpo aplique simultaneamente a sua TÉCNICA PROJETIVA.

TÉCNICAS PARA APLICAR AS TÉCNICAS PROJETIVAS

  1. a intencionalidade.

  2. o estado fisiológico e psicológico.

  3. a auto-organização.

  4. a persistência e a determinação na aplicação da técnica.

  5. a preparação

  6. o aproveitamento e o registro de toda experiência.

  7. o estado energético.

  8. a idade, pessoas mais jovens em geral projetam-se mais espontaneamente, mas as pessoas mais idosas têm mais maturidade para aproveitar as experiências.

  9. autoconfiança nas próprias potencialidades.

  10. o espírito investigador, científico, sem misticismos.

TÉCNICAS PROJETIVAS E IMAGINATIVAS

Técnicas Projetivas, são aquelas que são feitas diretamente sem subterfúgios mentais, com o único intuito de se projetar, resumindo seria DEITAR, RELAXAR, APLICAR UMA TÉCNICA DIRETA edecolar do corpo físico. para os iniciantes, é um processo mais difícil.

Técnicas Imaginativas, são aquelas em que se usa um artifício mental, uma amuleto, um processo imaginativo, no qual induz-se a mente a realizar uma projeção astral através desse processo. Para os iniciantes, é uma forma mais fácil.

***TÉCNICA PROJETIVA DA VELA ACESA***

As etapas da técnica são: 
1- Isole-se em um ambiente fechado onde não será perturbado durante a prática.
2- Coloque uma vela acesa em um prato grande, sobre uma mesa, longe de cortinas ou outro objetos (a fim de evitar acidentes), em um dos cantos do ambiente.
3- Feche as janelas para evitar o vento.
4- Sente-se em uma poltrona confortável no outro extremo do ambiente, há aproximadamente 3 metros da vela.
5- Escureça completamente o ambiente, deixando apenas a luz da vela.
6- Fixe a sua atenção na chama da vela, afastando outros pensamentos até que chegue ao ponto em que, para si mesmo, só existam você e a vela. 

7- Durante a técnica, evite devaneios, pois os mesmos distrairão sua atenção.

8- Ao perceber um estado de leveza, de descoincidência, busque dirigir-se até a vela com o seu corpo ASTRAL, deixando seu corpo físico na poltrona. 

9- Ao atingir a projeção, busque manter a lucidez e sair para outro ambiente.

***TÉCNICA DA CONCENTRAÇÃO MENTAL***

Essa técnica se baseia na concentração fixa em um objeto simples, que leva a consciência (a pessoa) a se desligar de tudo à sua volta até que o seu psicossoma, seu outro corpo de manifestação, se desencaixe do corpo físico.

A vontade é fundamental neste processo.  No caso essa vontade tem que ser ferrenha, acima do normal. Teimosia, persistência, paciência.

Esta técnica usa-se qualquer objeto físico como espelho, vela, vaso, etc. Pode o objeto alvo ser visível, como vela, espelho. Como um objeto que é bem familiar, mas está noutro aposento, como VASO DA SALA, árvore preferida, banco da praça, local do trabalho.

No caso funciona a técnica projetiva direta, e a técnica imaginativa.

A focalização, de um objeto dentro do quarto, é feito com a concentração do olhar no objeto, olhar físico, descansado, impelindo sempre o ato de preservar os olhos abertos, e tentando de todas as formas aproximar-se do objeto sem sair fisicamente do lugar, forçando dessa forma a projeção astral.

No caso da mentalização o processo é o mesmo, porém com a fixação mental do objeto e o desejo de estar perto dele.

***TÉCNICA DA AUTO IMAGEM PROJETIVA (ESPELHO)***

As etapas para aplicação dessa técnica são: 

Isole-se em um ambiente fechado, onde não será perturbado durante a prática.
Sente-se em uma poltrona confortável colocada em frente a um espelho grande que reflita todo seu corpo quando estiver de pé.

A poltrona deve ser colocada perto do interruptor da luz que ilumina o ambiente.
De pé, através do espelho, você vai inspecionar todo o seu corpo, especialmente o rosto, como se nunca tivesse se visto antes, reparando em detalhes nunca notados antes.

***TÉCNICA DA AUTO-IMAGEM PROJETIVA (ESPELHO): ***

As etapas para aplicação dessa técnica são: 

Isole-se em um ambiente fechado, onde não será perturbado durante a prática.
Sente-se em uma poltrona confortável colocada em frente a um espelho grande que reflita todo seu corpo quando estiver de pé.

A poltrona deve ser colocada perto do interruptor da luz que ilumina o ambiente.
De pé, através do espelho, você vai inspecionar todo o seu corpo, especialmente o rosto, como se nunca tivesse se visto antes, reparando em detalhes nunca notados antes.

Repare em cada expressão, forma, cor e contorno de sua face, cabelo, testa, sobrancelhas, olhos, nariz, boca, queixo, orelhas, de uma forma profunda.
Depois, fixe em seus olhos e repita seu próprio nome várias vezes de forma audível e clara.

Visualize-se a si mesmo no lugar da imagem no espelho, esqueça o espelho e todas as circunstâncias físicas, e mantenha intensamente essa visualização, até ficar com sono.

Nesse ponto, desligue a luz e durma na cadeira.

Após essa visualização intensa, como se você fosse a imagem no espelho, a tendência é o seu psicossoma sair do corpo em direção ao espelho, ocorrendo o seu despertamento fora do corpo e começando a projeção lúcida.
Após o retorno, registre todas as suas percepções e vivências

 ***TÉCNICA DE ATIVAÇÃO DA HIPÓFISE PARA PROJEÇÃO:***

A técnica que vamos observar agora foi transmitida na década de 1930, na Inglaterra, por dois amparadores extrafísicos (Emhotep e Whitehawk), através da mediunidade da Sra. K. Barkel:

“Deitar em decúbito dorsal, braços estendidos ao longo do corpo, bem relaxados e as mãos abertas. A mente dirigida à glândula hipófise (pituitária; na altura da raiz do nariz; ligada ao chacra frontal).

Respirar profundamente. Começar a inspiração pela parte inferior do abdômen, retraindo os seus músculos e fazendo com que o ar suba pelo corpo, até expirá-lo. Inspirar estendendo os músculos abdominais. Continuar assim, contraindo e distendendo os músculos. Inspirar contando até 7. Conservar (reter) a respiração até 7 também e expirar logo, contando novamente até 7.”

Esse exercício parece uma brincadeira, mas se o fizerdes de manhã e à noite, durante doze meses, nunca precisareis ir aos médicos e engolir diversos comprimidos. Nem necessitareis sentar durante horas no escuro, esperando um contato com o mundo espiritual. Contatareis que, sem percebê-lo, abristes a porta para o mundo astral.

– TÉCNICA DE VIAGEM ASTRAL


Aproveite a seqüência do exercício e deseje sair do corpo consciente, deixe-se levar, inflar ou até afundar, mas solte-se imagine seu corpo solto dentro da carcaça física (corpo físico) e imagine-se saindo para cima, use uma técnica imaginativa que está logo abaixo.

Dica: A persistência é a chave do sucesso. Crie o hábito de fazer os exercícios nem que seja 5 minutos por noite, mas o importante é a seqüência.

***TÉCNICAS DE VISUALIZAÇÕES PROJETIVAS:***

Difinições: Muletas psicofísicas, apoios psicológicos, artifícios imaginativos, catalizadores, estratagemas psicológicos, suportes ritualísticos.

Objetivo: 
Autovisualizar sua proposta para atingir o objetivo, processo que você usa sua imaginação criando uma seqüência como vamos descrever abaixo:

Obs: Sempre que fizer essa técnica não esqueça que o autorelaxamento físico é fundamental. Nunca deixe o medo se transformar num pânico, senão sua projeção astral consciente não irá se realizar.

Caixão com furo:
Imagine-se num caixão no escuro com apenas um buraco, neste buraco existe uma luz, procure sair pelo buraco em busca da luz.

Poço com uma corda:
Imagine-se no fundo de um poço e agarre a corda e vá puxando a corda com seus braços extra físicos até sair do poço.

Túnel escuro com um pontinho de luz: 
Imagine-se num túnel escuro onde tem um pontinho de luz e você vai correndo atrás daquela luz, e aquele pontinho vai aumentando, aumentando.

Abismo sem fim: 
Imagine um precipício e você na beira dele, quando atingir um estado de relaxação ideal, sentir que seu corpo é só o cérebro, jogue-se neste precipício e vai caindo, caindo e aumente a velocidade.

Subindo uma longa Escadaria:
Use a imaginação e uma longa escadaria que tem uma portinha pequena e na medida que sobe ou desliza para cima aquela portinha se abre e você mergulha nela.

Vôo Panorâmico: 
Imagine um céu cheio de estrelas, você está lá de barriga para cima vendo aquele céu cheio de estrelas, imagine-se subindo, subindo ao encontro daquelas estrelas. 

***TÉCNICA DA EVAPORAÇÃO***

Deite-se, eleve seus pensamentos a bons propósitos, e vá relaxando o corpo, vá visualizando uma luz, douradinha que vai subindo dos pés a cabeça, a medida que essa luz, vai subindo o seu corpo vai ficando amortecido, relaxado e você mentalmente vai se desconectando de tudo, prestando atenção apenas na luz dourada preenchendo você por completo.

Quando o seu corpo estiver totalmente relaxado, imagine que você começa a evaporar para cima, para fora do corpo, como se você fosse gasoso e começa a escapar do corpo e se não se projetar procure dormir fazendo isso.

Obs: 
essa evaporação é excelente para quando se acordar em catalepsia projetiva.

***TÉCNICA DA FUMACINHA:***

Voce deita, e se prepara para dormir normalmente, e vai respirando normalmente, só que imagina uma névoa branca bem tênue saindo de suas narinas, toda vez que expira. Respira, e solta a fumacinha. Respira e solta a fumacinha. e “vai vendo de olhos fechados” a fumacinha subindo, subindo, passando do teto até dormir.

Só isso. Não precisa relaxar, meditar, concentrar, nem rezar antes. Nem mesmo precisa pensar em projeção. Apenas, enquanto respira, associe mentalmente aquela fumacinha com seu corpo astral – subindo, subindo.

O resultado é que dormindo assim tem razoáveis chances de “acordar” projetada ou num processo de EV.

Caso acorde no Estado Vibracional (ou seja, sentindo um tipo de energia muito forte percorrer continuamente seu corpo, dos pés à cabeça, como se vc estivesse sendo sacudida por um choque elétrico indolor) mantenha-se relaxada, deixe acontecer e pense em se projetar.

Uma maneira simples de sair do corpo em EV é desejar mentalmente estar em outro lugar – de preferência um lugar próximo (na sala, na cozinha ), para não criar ansiedade, mas não muito próximo, senão vc acaba voltando para o corpo físico, devido à atração que este exerce sobre o corpo astral.

***TÉCNICA HINDU***:

Quantos de nós passamos pela experiência de acordar bruscamente de um sonho, exatamente num momento de medo, quando sofríamos uma ameaça que nos desestabilizava.

Um pavor intenso que nos acordou taquicárdicos. Se retornarmos ao sono em seguida, podemos retomar o sonho e dar continuidade a ele.

Costumamos chamar de pequenos ou médios pesadelos. Mas para quem está participando ativamente, pesadelos são pesadelos, nem pequenos nem grandes. Queremos mostrar que se retomarmos o sonho, poderemos voltar ao comando, fazendo valer sua autoridade, revertendo uma situação desconfortável para um final feliz.

Este exemplo é citado, para que ao dormirmos, possamos programar o sonho, montando um ambiente imaginário com perfeição de detalhes, odores, temperaturas.
Coloquemos pessoas da nossa confiança com quem gostaríamos de conversar, mantermos um diálogo com troca de experiências. Procuremos dormir leve, inseridos no contexto por nós criado. Ajamos da mesma forma que no sonho acima.

Permaneçamos no comando, como se estivéssemos assistindo a um filme nosso protagonizando com nossos amigos, parentes, familiares, ou mesmo convidados do extrafísico.

Solicitemos aos amparadores que permaneçam como suporte, ajudando-nos a lembrar de tudo. Talvez não consigamos na primeira vez, mas na continuidade vamos conseguir. É uma questão de querer. São comandos direcionados ao cérebro. É a força mental direcionando objetivos.

Dessa forma montemos uma saída do corpo e veremos como é possível. Então, vamos voar. Voar muito como se pássaro fossemos. Vamos entrar em estado Alfa sem percebermos.

* Técnica aprendida com um Grande Mestre nascido na Índia.

***TÉCNICA DA VISUALIZAÇÃO DAS MÃOS:***

Esta eu considero a mais fácil e eficiente:

Faça várias vezes a seguinte pergunta durante o dia: “Estou acordado(a) ou dormindo(a)?” mas seja sincero na pergunta.

Procure ser uma boa pessoa e andar num rumo sadio.
Durante o dia mentalize ou crie fantasias como se estivesse projetado(a) ou se projetando.

Coma bem durante o dia e principalmente 2 horas antes de dormir (coisas leves).
Antes de dormir esteja bem preparado (com roupas leves, tome um banho como se fosse para liberar as impurezas que durante o dia você de alguma forma capturou).

Deixe sempre um caderno e uma caneta ao lado de sua cama.

Escreva em média 30 vezes a seguinte frase: “Quero ver minhas mãos” ou “Desejo olhar para as minhas mãos”.

Deite para dormir e se preferir faça um bom relaxamento físico e mental.
Repita a mesma frase que escreveu no caderno até dormir.

Não espere ótimos resultados logo de começo.
Só com o tempo poderá obter bons resultados.
Tem que ter paciência e saber esperar.
Ao longo das suas tentativas os sonhos começarão a ser mais claros e objetivos a ponto de você no meio deles fazer a mesma afirmação da técnica: “Quero ver minhas mãos” ou então “Desejo olhar para as minhas mãos” e se isso acontecer provavelmente você estará consciente.

***TÉCNICA DO MANTRA PROJETIVO:***

Os antigos iniciados hindus chamavam o projetor consciente de “DWIDJA”, aquele que é “duas vezes nascido”.

Isto é, aquele que é renascido das entranhas de si mesmo, que era um homem comum e que é agora um homem espiritual, renovado; pois venceu conscientemente os limites do corpo físico. Na verdade, dwidja é um mantra projetivo excelente e era muito usado pelos projetores hindus do passado.

Há uma técnica projetiva baseada neste mantra, que me foi passada por um dos amparadores do grupo extrafísico de Ramatís. Consiste no seguinte: deitado confortavelmente, de olhos fechados e com a mente bem serena, o projetor deve visualizar um quadro azul-celeste à sua frente e escrever mentalmente nele “DWIDJA”, em letras douradas.

Mantendo essa imagem na mente, o projetor deve repetir mentalmente no chacra frontal, como se sua voz mental vibrasse nele, o mantra dwidja, várias vezes. Faça isso por cerca de cinco minutos, sem quebrar a concentração neste mantra.

Após isso, deixe a mente solta e caia no sono pensando em flutuar.

Tenha a perseverança e não se esqueça de chamar mentalmente os amparadores para ajudá-lo em qualquer destas práticas espirituais.

Técnica extraída do livro Viagem Espiritual II de Wagner D. Borges. Ed. Universalista.

***TÉCNICA INDUÇÃO E SATURAÇÃO PROGRESSIVA:***

Essa técnica não é propriamente minha, mas tem adaptações que fiz de acordo com minha maneira de ser e vou relatar como consegui SAIR DO CORPO FÍSICO.

Simples, mas precisa ter paciência.

Sature seu subconsciente com a repetição:
– Indução do consciente sobre o inconsciente. Por isso a repetição diária e progressiva. Você deve pensar sempre: -Essa noite eu vou acordar durante o sonho quando eu disser a palavra mágica.

Esta palavra pode ser qualquer coisa, mas a que deu certo comigo foi: – Isso é um sonho e vou acordar agora. Não esqueça de repetir diariamente em qualquer lugar que estiver, faça isso sempre. Que isso vai ficar gravado no seu consciente e subconsciente. Repita a palavra mentalmente para você mesmo, repita várias e várias vezes. Na certa ela vai SATURAR SUA MENTE. Esse método é infalível.

OBS: A palavra deve estar associado a um objeto ou pessoa, para facilitar. Casa, carro, mala, namorada, amigo.

***TÉCNICA PROJETIVA COM REIKI:***

Quem faz Reiki terá mais facilidade, pois utiliza-se imposição de mãos, a técnica do joelho e os símbolos sagrados.

Se quiser, consulte um livro ou a Internet e aprenda os símbolos e como fazer a técnica do joelho.
Quem me passou essa técnica garante que dá certo, não tentei porque não fiz o nível III.

1) Sente-se confortavelmente, coloque luz indireta , musica suave e baixa, à sua frente acenda uma vela, um incenso, coloque uma ametista ou cristal de quartzo e um copo de água para simbolizar os quatro elementos da natureza. Use roupas limpas e confortáveis.
Previna-se para não ser interrompido, inclusive por chamadas telefônicas e/ou campainha;

2) Faça uma oração silenciosa dirigida à Deus, anjos, arcanjos, santos, mestres de luz e do Reiki, pedindo que auxiliem no processo;

3) Faça 7,5 minutos de autoaplicação de Reiki, usando a técnica do joelho, visando a harmonização dos CHACRAs e da aura.
Aplique mais cinco minutos na terceira posição da cabeça, invertida, (uma mão na testa e outra na nuca) visando harmonizar o CHACRA frontal e a glândula pineal;

4) Trace os símbolos Day Koo Myo e Hon Sha Ze Sho Nen repetindo os respectivos mantras três vezes. Levante as mãos, em concha, mentalize a formação de uma grande esfera violeta se formando à sua frente.

5) Afirme três vezes que você acaba de abrir um portal interdimensional, que está ligado a seu destino, outro país, estado, bairro, casa, etc.

Trace os símbolos Sei He Ki e Choku Rei. Feche os olhos e tente olhar o CHACRA frontal, emita ondas cerebrais para a esfera violeta, destinadas ao local de destino.

Faça com que sua mente passe a funcionar como se fosse uma televisão que irá receber as ondas por você emitidas, agora sensibilizadas com sons e imagens.
Estas ondas se formarão em sons e imagens, captadas no local desejado, e você terá a nítida impressão de estar lá observando com seus próprios olhos.

***TÉCNICA IMAGINATIVA DE PROJEÇÃO COM MUSICA:( RELAXAMENTO)***

Uma técnica que eu uso muito para me projetar e para relaxar e é boa para quem não consegue ficar em silencio e de cabeça vazia.
Acenda uma vela em seu quarto para ficar em meia luz a luz da vela proporciona um lugar aconchegante, mas cuidado para não colocar fogo na sua casa.

Acenda um incenso para meditação eu particularmente uso muito Sândalo e Rosa Musgosa, mas pode ser um de sua preferência.

Coloque para tocar uma MÚSICA bem suave que tenha como sons mar, pássaros, vento, chuva, nunca use musica com sons de voz, pois a voz humana TENDE a chamar a atenção e acaba desconcentrando a nossa mente.

Coloque em um volume agradável.

Deite–se na cama e faça uma oração pedindo para que vc possa sair tranqüilo e aprender o Máximo possível com isso, peça também proteção, nunca é demais.
Faça o exercício de respiração para que o corpo relaxe por completo.

Agora preste a atenção na musica e viajem junto a ela “Tipo” Quando a música tem um som com mar ondas se imagine em uma praia deserta andando pela areia olhe para o alto e veja os pássaros voando livres sinta esta emoção e tente decolar junto o eles ou sinta o vento forte que vem do oceano e deixe que ele te leve para longe.

Se você não conseguir sair do corpo assim pelo menos vai ser uma ótima técnica de relaxamento para iniciar uma outra técnica de sua preferência.

***TÉCNICA IMAGINATIVA DO RAIO DE LUZ:***

Técnica usada para concentrar energia e para sair do corpo.

Visualize um Raio de luz entrando pelo chacra frontal, este é o chracra que fica entre os olhos no meio da testa.
Eu uso muito a cor violeta que é a mesma cor do chacra.

Imagine este raio de luz continuo enchendo sua cabeça visualize sua cabeça como uma bola cheia desta energia assim que ela estiver cheia vá espalhando esta energia para o resto do corpo garganta, tórax, braços, tronco e pernas, faça isso em um processo lento, pois em quanto você vai enchendo o corpo de energia você vai também relaxando.

Assim que o corpo estiver completamente tomado por esta energia violeta imagine ela circulando dentro de seu corpo, circulando cada vez mais rápido a ponto de vibrar.

Assim que atingir o pico máximo de rotação imagine esta energia explodindo para fora de seu corpo saindo pelo tórax e junto a ela imagine você decolando para fora de seu corpo.

***TÉCNICA DA PROJEÇÃO FRAGMENTADA:***

Definição: Projeção fragmentada, descoincidência Parcial, desdobramento parcelado, meio despreendimento, projeção fracionada, projeção parcelada, projeção periférica, semidesdobramento, semiprojeção.

Lucidez: 
As vezes quando ocorre expontaneamente, só um projetor veterano pode identificar o ocorrido.

Observações: As vezes a projeção parcial, faz com que a pessoa tenha a sensação de ter uma terceira mão, ou perna.

Minicordão: 
Na maioria dos casos em que existe uma projeção parcial, observa-se um Minicordão de prata como apéndice na perna ou no braço exteriorizado (Fluxo de energia).

Técnica: Faça o auto-relaxamento físico e mental, cerre as pálbebras, concentre sua atenção sobre um segmento ou parte do seu corpo Humano, sua perna por exemplo. Deseje com decisão que sua perna saia para cima. Ordene isso mentalmente, imagine até sentir ela subindo.
Técnica pode ser feita sentado numa poltrona confortável ou deitado numa cama.

Aviso: Em qualquer Técnica seja persistente e tenha paciência.

Intoxicação: Quando um projetor não consegue se projetar por inteiro, pode estar ocorrendo um bloqueio nos CHACRAs Umbilical e esplênico, que é estancamento prânico de uma área orgânica causado por constipação intestinal ou problemas estomacais. 

***TÉCNICA IMAGINATIVA: ABRINDO OS CHACRAS PARA SE PROJETAR:***

Eu sempre tentei essas milhares de técnicas de apostilas dizendo para imaginar coisas, vapores, puxar cordas para sair do corpo mas NUNCA tive resultado.

Um dia, quando fui dormir depois do almoço, eu energizei meus CHACRAs e fui dormir, apenas isso, não fiz nenhuma técnica, não fiz relaxamento, fiz APENAS uma energização rápida (20 ou 25 min), deitei de lado e dormi.

Pouco tempo depois (um dias depois) acordei em Estado Vibracional e paralisado, fiquei um pouco nervoso pois nunca tinha chegado tão perto, mas me acalmei e consegui sair !

Depois desse dia só utilizo essa técnica pra fazer Projeção Astral e sempre dá certo.

COMO FUNCIONA A TÉCNICA:
Para quem não consegue se projetar tente fazê-la: – À tarde (de preferência, pois será mais difícil de cair em sono profundo), deite-se de barriga pra cima e imagine que suas mãos estão dentro do seus pés e que elas pucham energia para cada um de seus CHACRAs, 7 vezes em cada CHACRA, na seqüência de (sola dos pés (CHACRA grande), básico, esplenico, umbilical, cardíaco, laringeo frontal e coronário).

Depois, com essas mãos imaginarias abra seus CHACRAs. APENAS abra, procure sentir, cada CHACRA sendo aberto por suas mãos imaginárias como se fosse uma massa de pão. Depois disso que deve ser em torno de (20 min) deite-se de uma FORMA CONFORTAVEL, não é necessário ser de barriga para cima e durma com a idéia de projeção na cabeça.

Tente não pensar em mais nada, apenas em se projetar. Durma, pode dormir mesmo, relaxe o máximo que puder. pois o ideal é que quando você acordar estar em E.V. e paralisado.

Quando acordar em E.V. pela 1º vez, sentirá pelo menos o E.V. e a paralisia, quando sentir isso é só se imaginar flutuando!

***TÉCNICA DA VELOCIDADE***

Deite-se ou sente-se confortavelmente, procure manter a respiração tranqüila e estável.

Evite que barulhos externos o distraiam. Pense em estar flutuando paralelamente a uma estrada bem próximo ao asfalto.
Imagine que está aumentando a velocidade gradativamente até atingir uma alta velocidade.

Perceba como o asfalto se movimenta passando por você em alta velocidade.
Procure sentir o maior número de detalhes possíveis, como por exemplo, o vento que passa velozmente pelo seu corpo.

Entregue-se á idéia de que você esta voando a uma velocidade inimaginável.

O resultado desta visualização será o desprendimento do psicossoma, o qual identificará a velocidade como um deslocamento progressivo.
Possivelmente o praticante sentirá o estado vibracional e os sons intracranianos.

***TÉCNICA IMAGINATIVA :ESFERA LUMINOSA***

1) Sentado confortavelmente, erga os pensamentos e sentimentos ao Supremo e se conecte às forças criativas que operam invisivelmente a favor de todos os seres em todas as dimensões.

2) Manifeste grande abertura mental e profunda boa vontade de crescer espiritualmente e ser útil à existência.

3) Leve a atenção para as plantas dos pés e visualize uma camada de energia amarelo-claro aderida nelas (algo semelhante à uma pasta energética de uns três centímetros de espessura).

4) Mantenha a atenção nessas camadas luminosas por cerca de três minutos. Faça isso de maneira pacífica, sem agitação. Apenas preste atenção na luminosidade das plantas dos pés.

5) Leve a atenção para as palmas das mãos e visualize uma camada luminosa aderida nelas também.

6) Mantenha a atenção na luminosidade das mãos por cerca de três minutos.

7) Preste atenção na luminosidade das plantas dos pés e das palmas das mãos ao mesmo tempo. Fique assim por cerca de dois minutos.

8) Leve a atenção para o meio do peitoVisualize uma esfera luminosa crescendo dentro da região central toráxica (semelhante à um autêntico sol que suavemente desponta no meio do peito).

9) Preencha esse sol peitoral com amor, paz e boa vontade. Sua luz é suave e serena. Sinta-se bem por estar nessa luz!

10) Deite-se em decúbito dorsal. 

11) Preste atenção, ao mesmo tempo, na massa luminosa das plantas dos pés, das mãos e no sol peitoral.

12) Leve a atenção para o topo da cabeça (chacra coronário) e transforme seu cabelo em uma massa luminosa e espalhe-a suavemente pela cabeça (no caso de pessoas calvas e carecas, visualizar a massa luminosa diretamente).

13) Mantenha sua atenção nisso e procure pensar na palavra “CONSCIÊNCIA”. Caso não consiga manter a atenção na cabeça, fixe-a em algum dos pontos anteriores.

15) Adormeça com a consciência tranqüila, predisposta para o despertar extrafísico sadio.

Observações:

a) Faça esta prática durante seis meses (pelo menos três vezes por semana, na hora de dormir).

b) Há centros energéticos nas plantas dos pés (chacras plantares, por onde entra a kundalini) e nas palmas das mãos (chacras palmares).

c) Visualizar um sol dentro do peito ativa o chacra cardíaco.

d) Visualizar energia aderida na cabeça estimula o chacra coronário e a glândula pineal (centro do crânio, abaixo dos hemisférios cerebrais).

e) Por repercussão, pode ocorrer uma certa ativação do chacra frontal (pulsação na testa ou nas têmporas, calor na testa ou na região interciliar, clarões dentro da parte interna frontal).

f) Ninguém deve tentar uma projeção com motivos levianos, sob pena de tornar-se vítima de espíritos infelizes que serão atraídos pela leviandade da própria pessoa.

g) Quem me passou esta técnica foi um dos amparadores do grupo extrafísico “Os Iniciados”

h) Vale a pena fazer algo com AMOR!

i) Parceiros indispensáveis de um projetor sadio: paciência, discernimento, simplicidade e luz nos objetivos.

j) Os amparadores extrafísicos são muito legais. Vale a pena estar em sintonia com eles.

l) Projeção não é “turismo espiritual”.

m) Significa aprender e trabalhar espiritualmente enquanto o corpo físico descansa no leito.

n) A luz divina está em todos os seres. Acenda a sua e seja feliz.

***TÉCNICA PROJETIVA DO JEJUM:***

ALIMENTAÇÃO X JEJUM

Os alimentos produzem condições diferentes no organismo, parece que uns fornecem mais energias do que outros.

Energeticamente cada alimento possui uma carga positiva ou negativa de energia cósmica, afetam o corpo astral. O corpo físico ao longo do tempo é construído em grande parte pelos alimentos físicos, porque os elementos básicos da matéria, estão em grande parte dentro dos alimentos.

Uma dieta vegetariana tende a fazer as moléculas de protoplasma menores e mais sensíveis às ondas curtas. Uma barra de ferro se torna magnética quando todas as suas moléculas estão apontando na mesma direção. Tanto é que se colocarmos essa barra no fogo até ficar rubra, ela perderá seu magnetismo, tudo porque a corrente está partida, devido a uma desordenação de direção quanto a polaridade, apontando agora em várias direções.

É possível que algo semelhante ocorra com nosso corpo, que as suas moléculas quando afinadas pelo ritmo, e agindo em uníssono, possam permitir um fluxo de energia através do corpo.

Uma dieta vegetariana tende a despertar a matéria vibrátil do corpo astral, energia leve e saudável como a cenoura, frutas, legumes, vegetais.

Porém o jejum muitas vezes ajuda a libertação do corpo astral. Mas não deve se tornar um hábito porque a alimentação é necessária para a saúde do corpo.
Sabe-se que quanto mais frágil e debilitado o corpo físico ficar, mais longe ele se afastará no plano astral para recarregar as baterias de energia cósmica (energia prânica, energia vital) para compensar a deficiência no plano físico.

Comer (líquidos e sólidos), respirar e dormir são leis naturais (alimentos básicos). Não podemos ignorar nenhuma delas sem sofrer os efeitos nocivos, no plano físico.

AUMENTO DA ENERGIA COSMICA PELO JEJUM:

Entretanto, das três fontes de energia cósmica é o sono a mais importante. É fácil observar que se comermos, bebemos e respirarmos adequadamente, poderemos dormir menos e ainda reter uma boa quantidade de energia reserva; mas que, quanto mais dormirmos, menos alimentos nos será necessário.

É por isso que o JEJUM facilita a projeção astral, pois quando o jejum progride uma das fontes alimentícias é cortada, a compensação natural se dá através de mais horas de sono, mais distância do corpo físico quando projetado.

ENERGIA COSMICA (PRANA)

É uma forma sutil de energia que penetra o universo, mas se manifesta de forma especial no organismo humano. O prana é muito ligado ao magnetismo humano, aos processos de curas, revitalização das células, alimento dos CHACRAs (duplo etérico). O prana tem vários níveis vibracionais o mais próximo do plano físico é coletado através do ar, dos raios de sol, do convício com a natureza, dos alimentos sólidos e líquidos, mas diretamente ele é coletada através da Projeção astral.

A projeção em JEJUM acontece por necessidade física e astral.

A projeção pela SEDE acontece por ansiedade e necessidade temporária.

MECANISMO:

Explica-se o mecanismo de atuação do jejum voluntário ou involuntário. Observando-se no sentido da medicina corporal as seguintes conseqüências: Alteração da regulação dietética, metabolismo orgânico, perda que provocará uma futura carência de vitaminas, deficiência de glicose na corrente circulatória que acarretará uma mudança no sistema nervoso, afetando os tecidos do corpo humano. Criando assim estados psicológicos favoráveis a separação da consciência e da mente (Projeção Astral).

TEMPO:

Para efeito da Projeção astral os Jejuns devem ser rápidos, de 1 até 3 dias no máximo, até porque se torna benéfico para desintoxicação celular, quando não é prolongado.

JEJUNS LEVES:

No caso de jejuns leves que permita-se ingerir frutas, legumes ou vegetais como alface, pode-se prolongar por mais tempo.

CUIDADOS TÉCNICOS

1- Todo o Jejum deve ter um acompanhamento médico.
2 – Escolher um fim de semana ou férias.
3 – Durante o período de Jejum cuidar do ar e da água potável.
4 – Estar em paz consigo, num local tranqüilo e adequado.

TÉCNICA:

Primeiro Dia: – Neste dia será mais fácil suportar, surgirá rumores estomacais, cerca de 12 horas após aparecerá a sensação de falsa fome, ou fome psicológica. Agüente, é passageiro este estado que provoca ansiedade e receio. Mantenha o foco de acordar fora do corpo. Podendo praticar uma técnica projetiva, sempre relaxando o estômago através de exercícios de respiração.

Segundo Dia: 
– No segundo dia, difícil, pois pode aparecer as dores (cabeça, estomacais), porém são passageira, quase todas de origem psicológica em razão da quebra de sua rotina alimentar. Volte a exercitar a respiração profunda alimentando o fundo do pulmão com ar, faça isso pelo menos sete vezes, deseje acordar fora do corpo.

Terceiro Dia: – Neste dia, começa a aparecer os benefícios, pois o inconsciente começa a cansar de protestar, desaparecendo as cefaléias, dores estomacais, debilidade física, retornando o raciocínio, ocorrendo leves visões fugazes inofensivas.
Para incrementar imagine seu corpo astral indo até a geladeira, isso vai provocar a saída do psicossoma e do inconsciente tentar satisfazer essa ansiedade e desejo.

FATORES:

Dois fatores agem em conjunto na técnica do Jejum. Matar a fome é uma ordem, uma sugestão de uma necessidade. Já que o corpo humano inanimado não o faz, o PSICOSSOMA fará.

***TÉCNICA DO JEJUM DE 3 DIAS:***

É fácil observar que se comermos, bebemos e respirarmos adequadamente, poderemos dormir menos e ainda reter uma boa quantidade de energia reserva; mas que, quanto mais dormirmos, menos alimentos nos será necessário.

É por isso que o JEJUM facilita a projeção astral, pois quando o jejum progride uma das fontes alimentícias é cortada, a compensação natural se dá através de mais horas de sono, mais distância do corpo físico quando projetado.

TÉCNICA:

Primeiro Dia: – Neste dia será mais fácil suportar, surgirá rumores estomacais, cerca de 12 horas após aparecerá a sensação de falsa fome, ou fome psicológica. Agüente, é passageiro este estado que provoca ansiedade e receio. Mantenha o foco de acordar fora do corpo. Podendo praticar uma técnica projetiva, sempre relaxando o estômago através de exercícios de respiração.

Segundo Dia: – No segundo dia, difícil, pois pode aparecer as dores (cabeça, estomacais), porém são passageira, quase todas de origem psicológica em razão da quebra de sua rotina alimentar. Volte a exercitar a respiração profunda alimentando o fundo do pulmão com ar, faça isso pelo menos sete vezes, deseje acordar fora do corpo.

Terceiro Dia: – Neste dia, começa a aparecer os benefícios, pois o inconsciente começa a cansar de protestar, desaparecendo as cefaléias, dores estomacais, debilidade física, retornando o raciocínio, ocorrendo leves visões fugazes inofensivas.
Para incrementar imagine seu corpo astral indo até a geladeira, isso vai provocar a saída do psicossoma e do inconsciente tentar satisfazer essa ansiedade e desejo.

FATORES

Dois fatores agem em conjunto na técnica do Jejum. Matar a fome é uma ordem, uma sugestão de uma necessidade. Já que o corpo humano inanimado não o faz, o PSICOSSOMA(corpo astral) fará.

***TÉCNICA DA ABERTURA DA PORTA:***

1. Isolamento. Isole-se em um quarto fechado onde você não seja pertubado enquanto estiver praticando os exercícios. Fique desnudo ou use apenas roupas leves e folgadas.

2. Poltrona. Sente-se em uma cadeira confortável, ou poltrona, com o tronco ereto e as suas mãos sobre as coxas.

3. Imaginação. Cerre as pálpebras e imagine, com obstinado esforço da sua vontade inquebrantável, uma porta fechada, incrustada em uma parede branca.

4. Inscrição. Inscreva mentalmente sobre a porta fechada uma inscrição característica, por exemplo, o símbolo do infinito.

5. Meditação. medite durante alguns minutos sobre a inscrição na porta fechada.

6. Abertura. visualize intensamente a abertura vagorosa da porta e procure ver a você mesmo passando através da porta para o outro lada da parede branca.

7. Repetição. Repita todos os lances dos exercícios, na ordem correta, intensificando as suas visualizações cada vez mais.

8. Exteriorização. A exteriorização do seu psicossoma (corpo astral), se dará derepente com as sensações de extrema leveza e ampla liberdade dos seus movimentos extra-físicos através dos para-membros do psicossoma.

***TÉCNICA DA CORDA (CORDÃO)***

Este é um método de projeção completo em si, se você tiver bons poderes de concentração. Eu sugiro que novatos concentrem-se unicamente neste método até que tenham mais experiência. Esse método de projeção irá lhe dar uma projeção astral normal. A duração desta projeção, em tempo real, irá depender do nível de desenvolvimento dos CHACRAs e do fluxo de energia que você obteve.

1) Faça o exercício de relaxamento completamente, até que esteja completamente relaxado. Isto deve levar apenas poucos minutos, não ultrapasse esse tempo.

2) Estenda suas mãos imaginárias e puxe-se, mão sobre mão, para cima de um cordão forte, imaginário, invisível pendurado sobre você. Tente e imagine a sensação de um forte, grosso, cordão em suas mãos.

Não tente visualizar esse cordão! Eu quero que você imagine que você está estendendo as mãos e subindo nesse cordão em completa escuridão, assim você não consegue vê-lo absolutamente, você apenas sabe onde ele está e pode imaginar a sensação dele. A visualização gasta energia mental valiosa que pode ser melhor aproveitada para exercer pressão direta no corpo astral.

Você sentirá uma ligeira sensação de tonteira (atordoamento) dentro de você conforme você faz isso, especificamente na parte superior do seu tronco. Isto é causado pela pressão dinâmica exercida no corpo astral. A sensação de tonteira vem da libertação do corpo astral. Essa sensação de vertigem irá se intensificar quanto mais você puxe o cordão.

* Nota Muito Importante 1: Essa sensação de tonteira e quaisquer sensações de pressão ou vertigem, etc, causadas pela sua ação mental de puxar-se no cordão devem ser cuidadosamente percebidas por você. Aprenda a ação mental exata que você está executando para causar essa vertigem. Você terá que treinar a sua ação de subida mental para causar essa sensação.

Então, as primeiras vezes que você tentar esse método do cordão, concentre-se em descobrir a ação mental correta para fazer isso. Uma vez que você aprenda o que você está fazendo para causar isso, e possa recriar isso a vontade, você estará realmente começando a chegar a algum lugar.

* Nota Muito Importante: IGNORE TODAS AS SENSAÇÕES QUE SENTIR DURANTE A PROJEÇÃO ou isso irá distraí-lo, quebrar a sua concentração, e arruinar as suas chances para a projeção. Concentre-se no simples ato de subir no seu cordão a total exclusão de tudo mais. Coloque tudo que tiver nessa ação única, mas não fique tenso, deve ser tudo mental.

3) Continue subindo, mão sobre mão, sempre para cima, e você sentirá a sensação de peso surgir em você. A pressão que você está exercendo no seu corpo astral irá forçá-lo ao estado de transe. Ignore isso quando acontecer e concentre-se no que você está fazendo.

4) Continue subindo e sentirá seus CHACRAs abrirem em resposta a pressão, não pare.

5) Em seguida você sentirá as vibrações começarem, todo o seu corpo parecerá estar vibrando e você se sentirá paralisado. Concentre-se, com um único pensamento, subir no cordão, não pare.

6) Em seguida você irá se sentir libertando-se de seu corpo. Você sairá de seu corpo na direção do seu cordão imaginário e estará pairando sobre seu corpo. Você estará livre enfim!

Nota: Não se permita perder a concentração quando as vibrações começarem. Elas são um efeito natural causado pela energia fluindo através de todos os CHACRAs, principais e secundários, de seu corpo. Se você realmente se encontrar sendo distraído por isso, gaste mais tempo e esforço fazendo os exercícios de concentração até que você supere este problema.

Nota: Se você não dominou o uso de suas mãos imaginárias para o relaxamento, para obtenção de energia e para o trabalho com os CHACRAs, você pode ter dificuldade em usá-las para subir no cordão. Isso não significa que você tem que ser capaz de abrir seus CHACRAs suficientemente para fazer a projeção usando esse método, você não tem, apenas ajuda se você puder.

Esse método é muito direto. Ele reduz drasticamente o tempo necessário para fazer a projeção! Uma vez que você começe a utilizar esse método com determinação, você entrará em transe, seus CHACRAs irão se abrir, as vibrações vão começar e você conseguirá a projeção muito rapidamente! A velocidade desse método pode assustar você, na primeira vez que você tentá-lo. Tudo vai parecer acontecer rápido demais. Embora você vá se acostumar com isso, e apreciará ter bastante energia mental para utilizar durante a projeção.

Se seus poderes de concentração forem bons, você tem uma chance melhor de sair de seu corpo com esse método do que com qualquer outro, mesmo se você não dominou o relaxamento profundo e as habilidades do transe. O que é necessário, além da habilidade de se concentrar, é a habilidade de realizar fortes ações mentais, sem qualquer ação muscular correspondente. Exp.: você tem que ser capaz de separar ações físicas e mentais.

Se você tiver algum problema com qualquer parte do método do cordão, analise-o, descubra a área do problema, então volte e concentre-se nos exercícios de treinamento relacionados até que você supere o problema.

***TECNICA ASTECA PARA PROJEÇÃO ASTRAL:***


Chapultepec 
é uma Palavra Asteca derivada de duas raizes:

1- Chapul = grilo

2- Tepec = cerro ( morro ou pequena montanha).

Um grande segredo e uma grande prática se escondem atrás de um som tão simples e monótono como o canto de um grilo.
Esse bichinho que na antiguidade era capturado e vendido a preço de ouro para os sacerdotes da época.

Vários documentos secretos antigos e pinturas como a de um quadro que esta no museu de antropologia da cidade do México, relacionam a projeção consciente praticada pelos xamãs Astecas, ao som do canto do grilo.

O canto do grilo é a voz sutil da glândula pineal (CHACRA coronário), é exatamente aquele som interno que se ouve quando ficamos em um lugar totalmente silencioso, aquele silvo meio “carregado” que vem de dentro de nossa cabeça, não é nada externo, é o som do trabalho da glândula pineal, um som natural que nos acompanha desde que nascemos e nem lembramos que existe.
O segredo esta em se concentrar nesse som agudo tão parecido ao cantar de um, grilo, colocando nele toda nossa atenção.

Com o corpo deitado, barriga para cima, concentrar-se nesse som interno, aumentando-lhe a ressonância através da vontade.

Reparar que quanto mais adormece o físico, mais a ressonância aumenta, pode-se intensificar esse efeito ainda mais colocando os olhos fechados na posição focando o CHACRA frontal ( meio vesgo).

Quanto mais se intensifica o som, mais a pineal “trabalha”, quanto mais ela trabalha, mais se intensifica o som, formando um circulo que nos leva rapidamente ao estado de projeção consciente.

Essa é uma pratica poderosíssima, que não tarda a mostrar seus resultados (o silvo agudo produzido pela pineal é sentido por muitos que já tiveram projeção consciente no momento do desprendimento, independente de provocado ou não, deixando claro que esta intimamente relacionado ao desprendimento).

Se quiser ir mais longe, após a saída concentre-se em ir ao “Templo de Chapultepec”, (a prática acima favorece), não se assuste ao encontrar em seus portões, os seus guardiões com suas espadas em riste, não são para você, mas para todo aquele que representa o mal.

Macete:
Para auxiliar a prática, quando estiver concentrado no som do Grilo, faça mentalmente o mantra ” IN” dessa forma:
IIIIIIIIIIIIIINNNNNNNNNNNNNN…, alongando tanto quanto possível, e acompanhando o som da pineal.
Obs. cuidado com essa pratica, é muito “forte” e além da projeção, provoca coisas do “arco da velha” – ou seja ver velhas criações ideoplásticas como Lobisomens, bruxas, animais extintos, fantasias.

Obs: Coisas do arco da velha, seriam imagens oníricas, hipnagogia, formas-pensamento. Todas criações da própria mente. Coisas inacreditáveis.

***TÉCNICA DA CONTAGEM DE PASSOS:***

Viagem Esta técnica se baseia na minuciosa visualização de uma viagem específica, usada para visitar uma pessoa querida, com um número exato de passos para completar a viagem.
Volta Você se imagina deixando a sua casa, dando os passos necessários para isso e então chega à porta da casa que deseja visitar. Bate na porta e você é admitido pela pessoa que pretende ver. A empatia com esta pessoa porde potencializar os efeitos da técnica. Deve voltar para a sua própria casa andando o mesmo número de passos da ida.
Exigência O método da contagem dos passos exige muita concentração, vívida visualização e precisão nos passos e pormenores da rota (itinerário, trajeto).

Variante – A variante mais usada e prática deste processo é o projetor(a) sair do quarto e ir até à cozinha da sua casa ou apartamento, observando e mentalizando cada mínimo detalhe das particularidades físicas dessa rota doméstica, visitada e examinada em detalhes, na vigília física ordinária, muitas e muitas vezes.
Planta – Sempre será melhor repetir, sem esmorecimento, cuidadosamente, os exercícios, usando até um papel com a planta baixa de situação do local e os desenhos possíveis de todo o recheio de móveis e a decoração interior existentes na construção, fazendo a indicação de pelo menos 6 pontos principais selecionados ao longo da rota, por exemplo:

1. Quadro na parede.

2. Ponto de luz.

3. Vaso de flor.

4. Esquina de corredor.

5. Mesa de centro.

6. Aparelho de televisão.
Impressão – A impressão exata das minúcias dos objetos e ângulos da rota na memória, acaaba levando o experimentador(a) à projeção, à conscientização extrafísica e à circulação desimmpedida pela rota doméstica através do psicossoma.

***TÉCNICA DO DIOXIDO DE CARBONO:***

Definição. Técnica do dióxido de carbono: este gás conhecido, quando em elevada concen­tração nos alvéolos pulmonares (hipercapnia) e na torrente circulatória, geralmente na mistura ató­xica ou sem nenhum efeito colateral sério, de sete volumes (70%) de oxigênio e três volumes (30%) de dióxido de carbono (carbogênio), diminui a eficiência do funcionamento do cérebro e permite a liberação da consciência manifestando-se através do psicossoma.

Sinonímia: agonia voluntária; asfixia intencional; carbonoprojeção; fome de oxigênio; sede de ar; sufocação premeditada; técnica do anidrido carbônico; técnica do CO2 ; técnica hipercarbô­nica.

Gás. O dióxido de carbono, de fórmula CO2, é um gás pesado, inodoro, incolor, incombus­tível, não tóxico, porém asfixiante, componente do ar atmosférico ao nível do mar numa propor­ção de 0,02%. É solúvel em água e álcool, se liquefaz à pressão de 5 atmosferas e a-56 graus Cel­sius (ou centígrados). Na pressão normal parte se evapora e parte se solidifica formando o gelo-seco (anidrido carbônico sólido ou neve carbônica), usado para manter baixas temperaturas: – 89 graus Celsius. Este gás é empregado na preparação’ de bebidas espumantes, na Medicina, em extintores de incêndio e, em forma sólida, na semeadura de nuvens, com a finalidade de modificar a estrutura da nu­vem e provocar a sua precipitação ou dissipação. Constitui alimento indispensável aos vegetais, sen­do eliminado pelos seres vivos como resultado da respiração celular.

Retenção. O carbogênio referido atrás, já foi administrado, por máscara, a pacientes psico­neuróticos com objetivo terapêutico, gerando então ampla variedade de fenômenos sensórios, sub­jetivos, extremamente semelhantes aos fenômenos das experiências da quase-morte (V. capo 32), in­clusive com a sensação exata do .desprendimento da consciência para fora do corpo humano e a au­tobílocação consciencial. Isso evidencia que a retenção do dióxido de carbono no cérebro – quan­do o indivíduo é exposto às condições hipercarbônicas extremas – pode desencadear a experiência da quase-morte que termina sendo inofensiva, ou melhor, torna-se uma projeção consciente forçada.

Alterações. As mudanças da velocidade e da intensidade da respiração influem no ritmo car­díaco e na pressão arterial, alterando os teores de oxigênio, dióxido de carbono, ácidos, álcalis, lactatos, e cálcio contidos na torrente circulatória, afetando, ainda, o funcionamento normal (neurofi­siologia) dos hemisférios cerebrais, seja de modo grave ou inofensivo.

SintomasA hipóxia, carência provocada por nível baixo ou inadequado de oxigênio nos te­cidos, e a hipoxemia, carência de’ oxigênio na torrente circulatória – conseqüente, por exemplo, à diminuição da pressão atmosférica – constituem formas de fome de oxigênio produzindo sintomas de asfixia, sufocação, zumbido na cabeça, incoordenação muscular, alterações visuais, vertigem, au­sência psíquica, transpiração, instabilidade emocional, perda do julgamento crítico, alucinações, e outros estados xenofrênicos.

Hipobaropatia. Cada órgão do corpo humano tem tolerância muito variada em relação à hi­póxia. A deficiência de oxigênio no ar inspirado causa distúrbios que recebem várias denomina­ções: hipobaropatia; mal-das-alturas; mal-das-montanhas; mal-dos-aviadores; etc. Este fenômeno ocorre com os seres humanos quando se encontram a grandes altitudes, acima de seis mil metros, em montanhas, aviões, etc.

Morte. O ar normal do quarto de dormir do projetor consciencial contém vinte e um por cento de oxigênio e pode-se considerar que apresenta zero por cento de dióxido de carbono. Aviso que o dióxido de carbono, CO2, ou anidrido carbônico, se aspirado em estado puro, cem por cen­to, acarreta imediatamente a morte do corpo humano por asfixia ou sufocação.

Ocorrências. Seis ocorrências surgem no campo da Projeciologia em função da diminuição do oxigênio nos pulmões com o conseqüente aumento do dióxido de carbono nos tecidos: a técni­ca da respiração rítmica; as experiências da quase-morte; os acidentes com asfixia; as projeções conscientes em .presídios; a existência de hábitos inadequados para dormir; as minimortes voluntá­rias.

 Respiração: A hipercarbia, ou nível elevado de dióxido de carbono no cérebro, ex­plica o mecanismo pelo qual funciona a técnica da respiração rítmica (V. capo 166), empregada nos exercícios respiratórios da ioga, os quais, quando praticados sistematicamente, conduzem a prolon­gadas suspensões da respiração, ou seja, à retenção da expiração ou diminuição do ritmo respirató­rio, que fica cortado por pausas e deixa o experimentador com ligeira sede de ar, ou na condição da agonia voluntária.

 

Quase-morte. O dióxido de carbono é normalmente formado no cérebro como pro­duto final do metabolismo celular cerebral. O suprimento de sangue da ida – puro ou rico de oxi­gênio – que conduz oxigênio ao cérebro, é também responsável pelo transporte da volta – sangue impuro ou composto de dióxido de carbono – dodióxido de carbono para fora do cérebro, a fim de que o CO2 seja, por fim, expelido pelos pulmões. A cessação do afluxo de sangue puro provoca o ataque cardíaco, o cérebrohipercarbonizado (hipercarbia), bem como grande número das expe­rências da quase-morte, e a saída da consciência para fora do corpo humano em certas oportunida­des.

 

Acidentes. O aumento do dióxido de carbono para produzir a projeção consciente ocorre até mesmo com certa freqüência, de modo espontâneo, sem a intenção deliberada da cons­ciência, em acidentes graves geradores do estado de sufocação ou asfixia (V. capo 383).

 

SolitáriasO mesmo processo do aumento do dióxido de carbono produz a proje­ção consciente involuntária, inconscientemente, em indivíduos internados nas instituições totais restritivas, por exemplo, reclusos em prisões com celas e solitárias de cubagem reduzida, com ar poluído e rarefeito de oxigênio (V. capo 425).

 

Cobertas. Os hábitos condenados de a pessoa dormir cobrindo a cabeça com as co­bertas, diminuindo a sua capacidade de inspiração do oxigênio e aumentando o teor de dióxido de carbono no espaço interno em torno do rosto, ou das fossas nasais, facultam, em certos casos, a projeção lúcida da consciência através do psicossoma.

 

Minimorte. O uso do dióxido de carbono evidencia a semelhança do fenômeno da projeção consciente – também chamada trailer da morte – com a experiência da primeira morte, biológica, definitiva. Se inalado puro, o dióxido de carbono acarreta a morte do corpo humano; se inalado em pouca quantidade ou volume (30%), predispõe a projeção da consciência através do psi­cossoma. Por isso, a técnica do dióxido de carbono busca produzir o fenômeno da minimorte deli­berada.

Técnica. Apesar da exposição feita e desde que você, homem ou mulher, tenha bons pul­mões, coração e sistema cardiocirculatório sem problemas, pode produzir a intoxicação simples,

inofensiva, e voluntária, seguindo processos fisiológicos, pelo aumento do gás carbônico na intimi­dade dos tecidos do seu próprio corpo humano.

Lenta. Através da respiração lenta, você prende ou arrefece o funcionamento das trocas ga­sosas, ou seja, pela inspiração de menor volume de ar e, portanto, de menor volume de oxigênio e maior volume de dióxido de carbono remanescente. Deste modo, predispõe o corpo humano a liberar o seu psicossoma, com a defasagem ligeira entre o estado de coincidência do psicossoma em relação ao organismo denso.

Efeitos. O processo referido ao diminuir a atividade dos seus hemisférios cerebrais, provoca­rá sono, reduzirá a sua freqüência cardíaca, amortecerá a sua fisiologia em geral, e deslocará o seu psicossoma para fora da matéria espessa.

Duração. A sua inspiração, inalação, ou ato de aspirar o ar para.dentro dos seus pulmões, é normalmente igual à duração da sua expiração, ou o ato de jogar o ar para fora dos pulmões.

Tempo. A retenção do ar nos seus pulmões e, portanto, do dióxido de carbono, segundo es­te processo, deve ser igual à metade da sua inspiração ou mais, até três ou quatro vezes a duração desta, que você precisa executar, pouco a pouco, através de repetidos exercícios respiratórios.

Início. A relação do tempo entre a inspiração, o ato de reter o ar nos pulmões, e a expiração deve ser, no período inicial, doze segundos para inspirar, quarenta e oito segundos retendo o ar, e vinte e quatro segundos para expirar.

Manutenção. Com o cronômetro à sua frente, você vai aumentando, devagar, o tempo de re­tenção do ar nos seus pulmões, até alcançar a fase de manutenção de dezesseis segundos para expi­rar, sessenta e quatro segundos retendo o ar, e trinta e dois segundos expirando.

Totais. Em cada sessão, conservando sempre o estômago vazio, faça vinte ciclos completos, a fim de obter resultados compensadores. Há praticantes que repetem os exercícios quatro vezes por dia.

Cavernas. Através dos tempos, antigos iniciados, reveladores, profetas – por exemplo, os fundadores de religiões, Moisés (Século XII ã. C.) e Zoroastro (Século VIII a. C.) – e meditadores, eremitas, iogues indianos, iogues tibetanos, e outros, têm escolhido como residências, prisões do eu isolado, ou retiros favoritos para a melhoria de seus desempenhos anímico-mediúnicos, grutas ou cavernas cavadas pelo homem, insculpidas pela natureza no corpo pétreo de montanhas, ou exis­tentes em pleno deserto.

 

Fatores. O ato de usar as cavernas se desenvolve de modo consciente, ou mesmo inconscien­te, e talvez fosse mais correto dizer de modo instintivo, em razão de quatro fatores:

§ 01. Pedras. As pedras da caverna são proteções naturais contra as intempéries, a in­clemência dos ventos, e as bruscas alterações da temperatura ambiental entre o dia e a noite.

§ 02. Isolamento. A gruta, em si, como abrigo natural, oferece a sombra, a penum­bra, e o silêncio necessários ao completo isolamento ou confinamento consciencial solitário.

§ 03. Fisiologia. O ar rarefeito do interior da gruta diminui sensivelmente as necessi­dades fisiológicas do praticante, reduzindo ao mínimo os cuidados de higiene indispensáveis à ma­nutenção do seu corpo humano.

§ 04. Dióxido. A diminuição do teor de oxigênio no ar circulante dentro da caverna, gera a projeção da consciência pela descoincidência natural dos veículos de manifestação, sob a atuação da alta concentração de dióxido de carbono aumentado no interior da caverna, na intimi­dade do organismo humano, ou seja, nos alvéolos pulmonares e na torrente circulatória. Este, sem dúvida, constitui o fator mais importante e decisivo para a projeção consciencial.

Hipercapnia. Vale esclarecer que a hipercapnia é o excesso de ácido carbônico no sangue, que provoca de início, efeitos neuropsíquicos, inclusive torpor e sonolência. Em nível mais eleva­do, a acumulação do CO2 no sangue desencadeia condições patológicas até chegar à respiração pe­riódica ou respiração de Cheyne-Stokes, observada nos estados comatosos ou, às vezes, no sono profundo e deriva, na ausência de uma regulação superior, de um reflexo bulbar.

INFORMAÇÃO RETIRADA DE :FONTE